Acontece

South by Southwest: o que ficar de olho!
Postado em 13/03/2017

Fonte: Casa Vogue

 
 
O South by Southwest é, por certo, um dos festivais mais incríveis para o ramo artístico e criativo do ano. Crescendo a cada edição, ele engloba todas as novidades internacionais do universo da música, tecnologia, cinema e, para a alegria de todos, a edição de 2017 contempla ainda as artes plásticas. Novas exposições e instalações, além de palestras e workshops envolvendo o tema, invadem a programação disputada do evento primaveril.  Visado pelos artistas independentes, o SXSW é uma excelente oportunidade para os criadores e produtores ganharem visibilidade. Confira abaixo a seleção de Casa Vogue dos destaques desta edição dentro do Art Program.

INSTALAÇÕES

Infinity Room
 
Infinity Room (2016) Refik Anadol (Foto: Divulgação)
 
Em parceria com a Epson, o projeto de Refik Anadol faz parte de suas pesquisas sobre o estado de imersão e consciência do ser humano, alterado na vida contemporânea graças aos avanços tecnológicos, que chegaram em um nível de questionamento entre real e imaginário. A instalação cria uma percepção de presença em um mundo não físico. Refik, então, escolheu o tema “infinito”, traduzindo o espaço e sua imensidão em uma ilusória e transgressora experiência, transformando a projeção plana do cinema em um espaço arquitetônico em 3D, sendo as luzes o principal elemento.

Optic Obscura
 
Optic Obscura de Raum Industries (Foto: Divulgação)
 
Essa instalação interativa investiga os conceitos de interface, conectividade e abstração. Feito pela Raum Industries, a obra utiliza fibras ópticas para formar uma grande rede que lembra Matrix. A interface customizada recebe cada participante e o mesmo pode orientar visualmente as cores da obra, provindas de pontos de luz individuais, portanto, criando algo único e dinâmico.

POV
 
POV de By Nick Verstand, Nikki Hock e Pandelis Diamantides (Foto: Divulgação)
 
Abreviação para Point Of View (ponto de vista, em português), a instalação audiovisual questiona o constante e insano estímulo que vivemos hoje em dia, alterando o senso de percepção e mediação do que é importante ou não. A obra de Nick Verstand, Nikki Hock e Pandelis Diamantides consiste em um quarto totalmente escuro para resetar a percepção subjetiva ao seu estado inicial, subsequentemente alterada por meio do jogo de luz e som. Uma experiência sensorial que transforma o espaço em representação mental.

PALESTRAS

Museums of the Future

Hélène Alonso e Vivian Trakinski, do American Museum of Natural History, e Karen Wong, do New Museum, discutem sobre a importância de um museu para a concepção visual e repertório dos visitantes sob a ótica dos avanços tecnológicos e mudança de comportamento da sociedade. O tema ainda aborda a conectividade dos espaços com o público, que parece mais interessado em experiências imersivas e aventureiras. Traduzir uma coleção física em uma versão digital também faz parte do painel.
 
Sci-Fi by Design: The Speculative Revolution
 
Ashley Baccus-Clark e Carmen Aguilar y Wedge, do Hyphen-Labs, Jake Dunagan, do verynice, e Phil Balagtas, da GE Aviação, escutaram de artistas, designers e cientistas sobre suas projeções e/ou teorias para um futuro onde a tecnologia servirá como um modo alternativo de visualizar cenários da vida cotidiana. Por meio de óculos de realidade virtual, instalações, arte e performance, os palestrantes demonstram o poder do design como fonte de influência para política e mudanças comportamentais na sociedade.
 
CINEMA

Divine Divas (2016)
 
Divine Divas (2016), de Leandra Leal (Foto: Divulgação)
 
Dirigido e escrito por Leandra Leal, em colaboração com Carol Benjamin, Lucas Paraizo e Natara Ney, o documentário brasileiro ganha sua estreia em solo norteamericano em grande estilo. Divas Divinas, título em português, aborda a primeira geração de artistas performáticas travesti do país. A data marca os 50 anos do início da carreira de todas as protagonistas e aborda os universos das mesmas (pessoal, profissional, emocional e físico), desconstruindo os estereótipos de gênero. Discussão mais do que necessária.

M.F.A. (2017)
 
MFA (2017) Natalia Leite (Foto: Divulgação)
 
Dirigido por Natalia Leite e escrito por Leah Mckendrick, o longa americano aborda um tema denso de maneira sublime. Noelle (Francesca Eastwood) é uma aluna de artes plásticas e vê na morte do seu estuprador a falta de justiça quanto ao crime, o que lhe dá a inspiração necessária para realizar a tese de sua exposição. Uma maneira encontrada pela personagem para falar sobre o acontecido e questionar as pessoas sobre leis, proteção à mulher, entre outras discussões recorrentes no cotidiano.

The Secret Life of Lance Letscher (2017)
 
The Secret Life of Lance Letscher de Sandra Adair (Foto: Divulgação)
 
Dirigido por Sandra Adair, o documentário conta sobre o processo criativo de Lance Letscher, explorando o lado mais criativo, vezes caótico, da mente colorida e brilhante do artista.

EXPOSIÇÕES

HOPE Open Gallery Walls
 
HOPE Outdoor Gallery Walls (Foto: Divulgação)
 
Único parque americano em formato de comunidade artística, no qual colaboradores podem deixar registrado a sua expressão de arte, o HOPE Outdoor Gallery foi criado em 2011 por Shepard Fairey. No espaço, grafiteiros, membros da comunidade, professores e alunos de arte podem contribuir para a instalação visual em constante mudança, desde que as mensagens gravadas sejam de cunho motivacional, inspiracional e positivo.

Plastic Reflective
 
Plastic Reflective de Thijs Bierksteker (Foto: Divulgação)
 
Provocativa como toda arte deve ser, essa instalação instiga o espectador a pensar no desperdício de água como um mal universal. A criação interativa coloca cada pessoa para olhar o seu reflexo na banheira cheia de água e lixo, e a imagem refletida se mexe de acordo com os movimentos do participante. A reflexão principal é colocar as pessoas frente a frente com a própria contribuição com a poluição global.

South by Southwest (SXSW)

Local: Austin Convention Center
Endereço: 500 E Cesar Chavez St, Austin, Texas
Datas: de 10 a 19 de março de 2017 (festival de arte, de 10 a 18 de março)