Dicas

Círculo cromático: como combinar cores na decoração

Fonte: Casa e Jardim

A sala íntima idealizada pelo designer Maximiliano Crovato é baseada no contraste das cores vermelho e preto (Foto: Juan Guerra/Divulgação)
A sala íntima idealizada pelo designer Maximiliano Crovato é baseada no contraste das cores vermelho e preto, e pontos de amarelo no chão (Foto: Juan Guerra/Divulgação)

Você tem dúvidas sobre como combinar cores na decoração? Um grande aliado é o círculo cromático (também conhecido como roda de cores ou círculo de cores) usado para encontrar a paleta de cores para a casa, incluindo tintas de parede, móveis e objetos de design. Com ele, também é possível descobrir combinações diferentes para colorir o ambiente sem exagerar. “Uma escolha ruim de cores, além de criar espaços desconfortáveis, desagradáveis e incômodos, também pode fazer o lugar parecer menor do que é, criar uma sensação de palpitação e até mal estar”, diz Paula Csillag, presidente da Associação ProCor do Brasil e consultora em cores.

como-usar-círculo-cromatico-decoração-combinar-cores (Foto: Luiz Lula/Ed. Globo)

O que é o círculo cromático

Segundo a especialista, existem diversos tipos de círculo cromático. Tradicionalmente, o mais usado tem 12 matizes puros, sendo que o mais correto inclui os primários magenta, cian e amarelo.

A ferramenta é um ótimo guia para fazer combinações. Porém, ela sozinha não faz milagres. “Saber combinar cores é como criar uma música. Há infinitas possibilidades e depende muito da sensibilidade do criador”, diz Paula.

Como usar o círculo cromático para combinar cores

Para entender como são feitas as combinações de cores ideais, é preciso entender as “leis de harmonização”, que, segundo Paula Cssilag, são divididas em complementaridade, análogas, triádicas, tetrádicas, monocromáticas, entre outras. “Estas leis nada mais são que relações entre cores do círculo”, conta.

As três principais coordenações são:

como-usar-círculo-cromatico-decoração-combinar-cores (Foto: Luiz Lula/Ed. Globo)

Cores complementares: são as que possuem mais contraste entre si e estão em posições opostas no círculo cromático. O ideal é que uma cor domine o ambiente e depois detalhes na cor oposta apareçam no espaço . 

Cores análogas: são as mais que estão lado a lado no círculo cromático. Na decoração, é possível adotar tonalidades semelhantes para criar uma unidade ou intercalar com tons neutros, como bege, branco e preto.

Complementares decompostas: é a combinação entre três cores equidistantes que formam um triângulo. Aposte em uma tonalidade dominante e as outras duas salpicadas em objetos ou móveis para não errar.

como-usar-círculo-cromatico-decoração-combinar-cores (Foto: Luiz Lula/Ed. Globo)